Para onde irei? Por que me sinto vazia? Tudo o que eu mais quero é sumir. Não aguento mais, não aguento - disse Luísa. Que tinha a vida bonita, colorida, mas então vieram algumas pessoas e a machucaram, humilharam. Ela permitiu que eles retirassem tudo de bom que havia nela. Ou quase tudo. Pois os buracos e vazios que nunca foram preenchidos estavam ali. Ela tentou saciar sua carência (que não sabia ao certo pelo quê, ou por quem) em diversas coisas. Principalmente em pessoas, mas eram chatas e confusas, dizia ela. Chegavam e logo depois de cativá-la com algo, partiam, sem ao menos dizer um adeus. Nada nunca a havia saciado. Ela escrevia belas poesias. Prosas e canções. Tristes, doídas, mas belas. Eu queria tanto que ela escrevesse pra mim. Queria tanto poder pegá-la no colo e cuidar de suas dores. Queria tanto preenchê-la com o meu amor. Mas ela sempre diz não. Ou “ainda não”, “deixa pra outra hora”, “não to afim”. Mas espero o dia em que ela abrirá seu coração. E entrarei nele. Irei fazer morada. Irei transformá-la e ela não será a mesma. Mas sou educado, não entro sem bater.

Eu sou o amor  (via deus-e-poeta)

(Fonte: )

Eu sou a sua casa. Entra, Deus, faça morada. Mude os móveis de lugar, tire o desnecessário. As sujeiras debaixo do tapete jogue fora. Muitas coisas estão fora do seu devido lugar. Então vem, coloque toda a bagunça em ordem e faça de mim a sua casa, o seu eterno lar.

Laureane Antunes, para Deus  (via poemas-e-cancoes)

(Fonte: deus-e-poeta)

Em cada verso um louvor
Ao Deus que me criou
Demonstração de amor
Ao Senhor que por mim se doou.

Nuvens e Poetas  (via rendid4)

(Fonte: nuvensepoetas)

Senhor.
Tento te amar no meio de todas as outras coisas, ao invés de amá-lo acima de cada uma delas.
Quebranta meu coração e ensina-me o caminho da intimidade com teu sorriso. Que meus afetos mais profundos estejam em teus braços

Em Cristo, para Cristo, por Cristo.. Amém. (via de-joelhos-estou)

Eu sou insegura. Sou daquele tipo de pessoa que consegue ser insegura com tudo em si mesma e a sua volta… Insegura com o próprio corpo, pois sempre consigo me colocar um defeito. Sou insegura quanto a minha memória, mesmo quando sei a resposta ou o caminho de algum lugar eu confiro várias vezes antes para ver se nada mudou, mesmo sabendo que as possibilidades disso sejam mínimas, sou insegura quanto às coisas que faço, repito várias vezes o mesmo processo para ter certeza que está totalmente correto, insegura com o que eu falo, eu sempre checo antes de falar para ver se estou totalmente certa, insegura quanto aos próprios sentimentos, pois vivo os controlando achando que sempre eles me levaram a um caminho ruim, aliás, sou ainda mais insegura quanto ao sentimento dos outros, pois eu nunca acho que alguém pode realmente gostar de mim sem se cansar na segunda semana, ou viver sem a ideia de alguém melhor em mente, mesmo sabendo que eu crio esse alguém melhor, sou insegura quanto aos meus planos futuros, às vezes penso que me falta capacidade e irei falhar em maioria, não que isso me leve a desistir, mas isso me falha, me para por alguns minutos, também sou aquele tipo de pessoa que sempre precisa ouvir várias vezes o quanto a pessoa gosta ou a ama, pois eu sempre acho que isso pode mudar em minutos, é desconcertante. Tudo meio que se move de forma lenta e repetitiva pra mim, repetindo processos, falas, manias criadas, tudo por um simples motivo, insegurança.

Lembranças de Ana (via bloqueioemocional)

E ainda que o mundo nos esvazie, é o amor Dele que nos preenche. Ainda que a dor fale mais alto algumas vezes, a alegria do Senhor é a nossa única e maior força. Ainda que os dias sejam escuros, Deus é a luz. Ainda que o caminho doa, é pelo estreito que devemos ir. Com Deus, temos tudo.

Ele é tudo.  (via amorencias)

(Fonte: ineedhug-you)